sábado, 26 de janeiro de 2013

Cañete, Pastis e uma boa noite de sexta em Barcelona

Sexta-feira a noite resolvemos salir de copas. Fomos no El Raval, um dos bairros mais antigos de Barcelona. Fica em Ciutat Vella, bem próximo das Ramblas. El Raval é diferente de todos os outros bairros de Barcelona, em suas ruazinhas estreitas há um montão de lojinhas de chineses e indianos e restaurantes asiáticos, mas também tem cafés art deco, galerias de arte e uma agitada vida noturna. Tem que ir.

O primeiro bar que entramos foi o Cañete (Carrer Unió, 17).



O ambiente era super agradável, só tinha 2 mesas e o balcão, que foi onde sentamos pra ver mais de perto a cozinha que fica bem ali no meio pra todo mundo ver.


No Cañete começamos pelas Zamburiñas, um tipo de vieira. Carésima. Boa. Mas não vale os 19 que pagamos.


Depois comemos a torta de camarão, preço pequeno (só 2,5) mas porção bem pequena também. Não era exatamente uma torta, e não tinha exatamente camarão, tinha cheiro de camarão, mas eu adorei. Estávamos tomando vinho, mas esse negócio aí é o acompanhamento perfeito pra uma cervejinha.


Em seguida, foi a vez do Salmorejo Cordobes (€5,90) - uma espécie de gazpacho (caldo frio com tomate, pão, azeite, cebola, alho, pimentão com algumas variações), só que mais espesso. Bom. Bem bom. No verão vai ser ainda melhor.


E pra finalizar, um tartar de vaca vieja (€8,95) - segundo o garçom, uma vaca que já deixou de amamentar e por isso fica com a carne mais macia. Bem apimentado, super bem feito.


O mais legal do Cañete é o ambiente, sentar no balcão é a melhor coisa a se fazer, dá pra ver a cozinha e aparentemente o pessoal se diverte bastante por lá! O dia que eu abrir meu restaurante em Curitiba (ahã, senta lá!) vai ser exatamente assim.

Quanto ao atendimento, eu contei pelo menos uns 12 funcionários entre o pessoal da cozinha e do salão. Eram muito simpáticos, mas simplesmente não estavam nem aí pros clientes, eles queriam era se divertir. Mas estavam tão felizes que nem fiquei nervosa na hora que tive que levantar e abanar os braços pra que alguém viesse me atender!

Ponto pro Cañete. Vamos voltar, mas da próxima vez não vamos tapear, mas provar os pratos do almoço.

Avaliação ficou assim:

Ambiente: #satisfeito
Atendimento: #satisfeito
Comida: #satisfeito
Custo-benefício: #satisfeito

No final das contas: #vailá


E lá no Cañete ainda aprendemos uma coisa legal:

Azeite, vinho e amigo, o melhor é o mais antigo. :)
Saímos do Cañete e fomos para o suuuper tradicional Pastis (Carrer Santa Mònica, 4).


Botecão. Existe há 65 anos (35 com o mesmo dono) e é bem provável que nada tenha mudado em todos esses anos. O dono só vai pendurando novas coisas nas paredes. Matérias de jornais, fotos fúnebres, plaquinhas com frases engraçadas, Bart Simpson, sapatos, bonecas...







Esse mocinho aí da foto é o dono, Angel, 25 anos atrás, quando o bar já era tradicional.
 Chegamos no bar super cedo, só estavam o Angel e o Woody Allen aí de baixo:


Algum tempo depois o bar lotou (15 pessoas já é lotação pro ambiente minúsculo), uma dupla começou a tocar blues e passamos boa parte da noite alí, num cantinho, tomando cerveja, conversando, ouvindo blues...


O Pastis é must go em Barcelona (e abre todos os dias e todos os dias tem música ao vivo), um pouco lúgubre, um pouco antigo, mas imprescindível.

De lá ainda fomos pro Marsella (Calle San Pau, 47), dizem que um dos bares mais antigos de Barcelona, que tem como carro-chefe o absinto. Já tínhamos bebido uma garrafa de vinho no Cañete, algumas cervejas no Pastis, e a bêbada pseudo-blogueira de primeira viagem aqui esqueceu de carregar o celular e não conseguiu mais tirar fotos. Paciência. Um dia eu volto lá e registro tudo. Valeu por conhecer mais um bar tradicional. Não valeu pelo absinto que veio me incomodar em forma de dor de cabeça hoje de manhã!

Delícia de noite em Barcelona! Quero outra vez!

Besos! Saudade!

5 comentários:

  1. Que invidia, boa é claro. Estou tentando escolher os melhores lugares para os meus 15 dias em Barcelona mas estå ficando dificil. Como a Tati e o Ma vão juntos vou de carona nas escolhas deles, isso pra tentar compensar a eterna ausencia materna nesta vida sofrida que meus lindos e amados filhos tiveram e tem.

    ResponderExcluir
  2. Esqueci de dizer que bem antes da noitada acabar eu ja estava bem cansada. Assim, poderão me deixar no bar do blues logo no inicio da noite e me pegam ao final. Não me sentirei abandonada. Bj mãe

    ResponderExcluir
  3. eu tb tenho certeza que eu vou gostar...certeza!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra vc eu ainda vou achar um que seja mais sua cara!! ;)

      Excluir